Segunda-feira, 20 de Julho de 2009
Um casamento garante-te novos vôos. Ou não.

Casar de branco, com um vestido enorme e um ramo de flores, é o sonho declarado de muitas celebridades: Luciana Abreu, Miley Cyrus, Alexandra Lencastre e, obviamente, Miguel Veloso.

 

Para muitos haverá algum valor simbólico nisto.

Para outros, apenas o prazer material de, na estante da sala, guardar a fotografia do dia mais bonito das suas vidas.

E pode, na verdade, ser o dia mais bonito das suas vidas.

Especialmente quando se nasce na Rinchoa.

 

Naquele dia, tudo está feito ao gosto dos noivos.

O local da cerimónia. A ementa. O carro.

A música de fundo do almoço.

E no final, se assim o desejarem, um belo fogo de artifício.

Mas se for terrorista, também se arranja alguma coisa para si.

 

(E agora, uma novidade neste blog: Uma hiperligação para a notícia que vos vou falar neste artigo! O que acham da ideia?)

 

Na vila italiana de Suvereto um avião embateu numa pousada quando passava por cima de um casamento, no momento em que a noiva atirava o ramo de flores às solteiras ali presentes.

Isto porque os noivos acharam que era fofo um avião passar por cima deles naquele dia.

 

Ora, reza a história que quem agarrar o ramo de flores será a próxima pessoa a casar-se.

Ironia ou talvez não, quem ficou com o dito ramo foi o motor do avião ultra-leve que sobre eles passava, e instantes depois este casou-se com um belo edifício de betão armado.

 

Para nós, gente de boa formação - Sim, porque quem me lê é, com certeza, bem formado. De outra forma já me tinha ofendido de todas as formas possíveis na zona de comentários. -, esta é uma situação triste.

Mas imaginem que Bin Laden se casava.

Isto seria, para ele, o equivalente a atar as latas de Coca-Cola ao carro dos noivos, no final da noite.

E, atendendo ao número de mulheres que o Osama tem, seria também um grande empurrão para a indústria aeronáutica.

 

Mas... Quem é que anseia ter um avião a sobrevoar a sua cerimónia de casamento?

Só Bill Clinton, assumindo que o avião simboliza um valente "Please, get me out of here!"

 

Eu gostava, isso sim, de me casar dentro de um avião.

E depois de já ter a aliança no dedo, atirava-me com a minha esposa do avião, ambos munidos dos nossos pára-quedas, e juntos aterrávamos nesse novo mundo da vida a dois.

E, acreditem, gostava imenso de partilhar este meu sonho com muitas pessoas.

Gostava de ver muita gente a casar-se desta forma.

Entre os quais a Elsa Raposo e o João Kléber.

Mas neste caso sem pára-quedas, claro.


há tanta coisa gira para fazer neste mundo, mas o Dias optou por escrever isto pois não tinha nenhuma amiga com ele e encontrava-se: Aéreo.
enquanto o Dias escreveu este artigo, apesar de pequenas, as suas orelhas ouviram isto: Danger Mouse & Sparklehorse feat. J. Casablancas-Little Girl


'sussure alguma coisa ao ouvido do Dias:

'se quer saber onde raio anda o tal artigo que ouviu falar, procure aqui:
 
'Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


'apesar de frequentarem blogs muito maus, o Dias sugere-vos estes:
'coisas muito mal escritas, mas bastante recentes

' Sem título.

' E se eu não tivesse tempo...

' O nome "Vigor" pode mesmo...

' O fim das bolachas Maria.

' Se está farto de mulheres...

' Adorar vacas pode, afinal...

' Eles não gostam de nós.

' Não leia isto para bebés.

' Levante o pé.

' Contem-me uma melhor.

' Alto e pára o baile!

' Um casamento garante-te n...

' Já que a Bolsa não dá nad...

' Um dia não me lembrarei d...

' "Olha, queres uma pastilh...

' Uma Sueca em vez de Solit...

' É tudo uma questão de tem...

' Caros Leitores

' Isto desconcentra os deus...

' Vai um copo?

'porque um blog com um arquivo é sempre uma coisa muito gira
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO
'subscrever feeds