Sexta-feira, 9 de Maio de 2008
Não desperdicem um terço de Crispi-X, por favor.

A crise alimentar está aí, segundo muitos. E eu também concordo, ou não tivesse visto António Guterres na CNN a falar do assunto. Se a CNN apostou em Guterres para falar de um assunto, é porque o assunto é óbvio, inquestionável e não tem contas pelo meio.

 

É verdade, pois. O preço das matérias primas sobe, o preço do combustível (necessário para o transporte de alimentos) sobe e a sociedade em geral começa a não conseguir alimentar tantas carteiras capitalistas.

(Ah, Jerónimo de Sousa, já aprendi o seu léxico.)

Com tudo isto, vamos começar a poupar na comida. Pelo menos na mais cara. Mas, em última instância, vamos todos começar a comer menos. Ou seja, a continuar assim, um dia ainda veremos Valentina Torres elegante.

 

Ainda o mundo vive atónito perante esta realidade quando um estudo na Grã-Bretanha conclui algo ainda mais surpreendente. (Podem encontrar a notícia nesta magnífica hiperligação.)

Um terço da comida que os britânicos compram acaba no caixote do lixo. Um terço!

Eu confesso que já desconfiava. Sempre que via a Victoria Beckham ficava com a impressão de que ela nunca comeu um iogurte até ao fim. Já a injecção de silicone, essa foi até acabar a dose. E isto diz muito acerca de Victoria Beckham: ela dá mais importância ao peito dela que ao que ela come. Tal como o seu marido, presumo.

 

Mas os números apresentados são avassaladores.

Por ano, cerca de 1,3 milhões de iogurtes não abertos, 440 mil refeições prontas e 5500 frangos inteiros são enviados para o lixo. (Nota: este último número poderá aumentar no próximo ano se o guarda-redes Ricardo for jogar para a Premiership.)

 

Estava tentado a dizer à boa maneira portuguesa “é muita fruta” mas, na verdade, não é fruta nenhuma. Ou, pelo menos, a notícia não fala em fruta.

Parece-me que, com tudo isto, está na Moda poupar na comida. E os casos de anorexia entre os modelos de passerelle são prova isso.
 
Mas também... Se nós, portugueses, tivéssemos a gastronomia dos britânicos, talvez deitássemos 1 terço da comida fora.

E, em vez de comer, iamos procurar a Maddie.


há tanta coisa gira para fazer neste mundo, mas o Dias optou por escrever isto pois não tinha nenhuma amiga com ele e encontrava-se: a querer 1 terço de caviar.
enquanto o Dias escreveu este artigo, apesar de pequenas, as suas orelhas ouviram isto: Feist - I Feel It All


'sussure alguma coisa ao ouvido do Dias:

'se quer saber onde raio anda o tal artigo que ouviu falar, procure aqui:
 
'Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16
17

18
19
21
22
23

25
30
31


'apesar de frequentarem blogs muito maus, o Dias sugere-vos estes:
'coisas muito mal escritas, mas bastante recentes

' Sem título.

' E se eu não tivesse tempo...

' O nome "Vigor" pode mesmo...

' O fim das bolachas Maria.

' Se está farto de mulheres...

' Adorar vacas pode, afinal...

' Eles não gostam de nós.

' Não leia isto para bebés.

' Levante o pé.

' Contem-me uma melhor.

' Alto e pára o baile!

' Um casamento garante-te n...

' Já que a Bolsa não dá nad...

' Um dia não me lembrarei d...

' "Olha, queres uma pastilh...

' Uma Sueca em vez de Solit...

' É tudo uma questão de tem...

' Caros Leitores

' Isto desconcentra os deus...

' Vai um copo?

'porque um blog com um arquivo é sempre uma coisa muito gira
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO
'subscrever feeds