Quinta-feira, 5 de Junho de 2008
Pode acontecer a qualquer um.

Nunca assaltei um banco. E, apesar de a minha aparência não o demonstrar, também não tenciono assaltar nenhum banco no futuro.

Porque assaltar um banco é coisa que dá trabalho e que, bem vistas as coisas, tem uma probabilidade de sucesso muito reduzida.

Além de que é pouco honesto também… Mas para quê falar de honestidade quando a cada dia que passa alguém enriquece cada vez mais à custa do preço dos combustíveis?

 

Dizia eu… Não tenciono assaltar um banco.

Assaltar um banco deve ser uma coisa chata de planear. Assalta-se de dia, com reféns, ou à noite, tentando iludir o sistema de vigilância? E como é que se foge? Para onde?

Não, assaltar bancos não é para mim. Porque eu sou muito distraído. E, quem sabe, não me fosse acontecer o mesmo que aconteceu a Carl Lee Mikell, de 41 anos. (A notícia? Está aqui.)

Sim, era bem provável que eu entregasse ao funcionário do banco uma nota ameaçadora, escrita no verso de um papel que tem a minha identificação na frente.

 

Perguntam-se vocês:

Quem é que raio tenta assaltar um banco usando como material um papel identificativo do assaltante?

Eu acho muito normal, amigos. É cada vez mais banal que as pessoas nos digam que vão fazer algo mal e que digam quem são também. Ou será que ainda não repararam que os políticos se identificam antes de se candidatarem ao que quer que seja?

 

É pena.

Seria giro um sistema de governação feito em anonimato. E ouvir José Rodrigues dos Santos dizer algo como:

O Anónimo aprovou ontem a nova lei de bases par as finanças locais.

E ter um primeiro-ministro que usasse sempre um gorro seria interessante também.

Seria mais interessante que a Ferreira Leite, por exemplo.

 

Mas voltando à história do assalto ao banco…

Penso que existem mais pessoas a quem poderia acontecer o mesmo: entregarem a sua identificação ao tentar assaltar um banco.

Eu, por exemplo, dada a minha distracção.

Mas há mais! Já repararam na insistência com que muitos comerciais de empresas nos entregam o seu cartão de identificação?

 

"Desculpe, podia dizer-me as horas?"

"Sim. São 17:43. Já agora, tome o meu cartão de contacto."

 

Sinceramente, estou a imaginar um comercial que, por ser muito mau ou por vender aspiradores, não se sente feliz da vida. E decide assaltar um banco.

Estou a imaginá-lo junto ao balcão, de arma em punho, a gritar para o empregado:

ISTO É UM ASSALTO, PÁ! QUERO A MASSA TODA AQUI EM 5 MINUTOS! E, já agora, fique com o meu cartão de contacto.


há tanta coisa gira para fazer neste mundo, mas o Dias optou por escrever isto pois não tinha nenhuma amiga com ele e encontrava-se: Bem identificado.
enquanto o Dias escreveu este artigo, apesar de pequenas, as suas orelhas ouviram isto: LCD Soundsystem - North American Scum


já foram feitos 3 comentários. que coisa pujante!:
De ana a 6 de Junho de 2008 às 01:16
há uma solução muito catita para fazeres assaltos e ainda teres montes de amigos, as pessoas gostarem de ti, a tua família ficar orgulhosa e tudo mais mas o cargo está ocupado por um tal de Sócrates...sorry....by the way...tomei a liberdade de te adicionar à minha lista de blogues catitas.

beijinhos


De alguém que será difícil identificar mais tarde a 7 de Junho de 2008 às 01:17
Quem é que não gostava de planear um assalto? Por favor dias! os filmes de hollywood não te abrem o apetite?


De Nunes a 16 de Julho de 2008 às 16:54
Bem estive a ler muito bem este artigo, pois acho que só podemos mesmo assaltar os bancos, mas da maneira que os bancos nos assaltam não acredito que consigamos assalta-los de fato, acho mesmo que só mesmo de tanga, e não sei se ao assaltar não perdia-mos a tanga, porque eles lá nos conseguiam cobrar uns juros no tempo que perdia-mos a fazer o assalto


podia ficar parado, mas na verdade não tenho muito que fazer. vou comentar isto então.

'sussure alguma coisa ao ouvido do Dias:

'se quer saber onde raio anda o tal artigo que ouviu falar, procure aqui:
 
'Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
18
19
20
21

22
24
25
26
28

29
30


'apesar de frequentarem blogs muito maus, o Dias sugere-vos estes:
'coisas muito mal escritas, mas bastante recentes

' Sem título.

' E se eu não tivesse tempo...

' O nome "Vigor" pode mesmo...

' O fim das bolachas Maria.

' Se está farto de mulheres...

' Adorar vacas pode, afinal...

' Eles não gostam de nós.

' Não leia isto para bebés.

' Levante o pé.

' Contem-me uma melhor.

' Alto e pára o baile!

' Um casamento garante-te n...

' Já que a Bolsa não dá nad...

' Um dia não me lembrarei d...

' "Olha, queres uma pastilh...

' Uma Sueca em vez de Solit...

' É tudo uma questão de tem...

' Caros Leitores

' Isto desconcentra os deus...

' Vai um copo?

'porque um blog com um arquivo é sempre uma coisa muito gira
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO
'subscrever feeds