Quarta-feira, 18 de Março de 2009
Portugal Guide IV

O português gosta de pensar por si.

E dir-me-ão vocês:

"Pois claro! Todos os seres humanos gostam de pensar por si, independentemente da sua nacionalidade."

Não é verdade.

Basta verem o povo venezuelano a deixar que o Hugo Chávez se torne no novo ditador da América Latina para perceberem que o pensamento apresentado em epígrafe é uma verdadeira falácia.

 

Although their appearance might say the opposite, portuguese people love to think by themselves.

They know there are those who are specialists on every subject and write on journals or talk on the national television.

But in Portugal 80% of those specialists are corrupted not to say the real truth.

So, for the regular person, the best choice is to think by himself.

 

O problema é que o português comum, tal como qualquer cidadão do mundo, não gosta de se informar como deve ser.

E é à sombra dessa lacuna que surge uma entidade no dialecto português que - qual Darth Vader qual quê! - é o verdadeiro vilão.

Em Portugal, o vilão está no plural.

E os portugueses referem-se ao vilão usando apenas e só uma palavra:

"Eles".

 

The sad part of thinking by themselves is the fact that a portuguese guy can't talk about everything.

In fact, who knows about world economy?

Judging by the actual situation, nobody.

The problem of portuguese people is only one: they don't like to get information about the subjects they're talking about.

So, when it's time to say whose fault is this, portuguese people rely it on one word:

"They".

 

"Eles só aí andam na caça à multa!"

"Eles estão a dar chuva para amanhã."

"Eles é que não sabem mandar neste país!"

"Eles dizem-nos para meter o dinheiro no banco mas na verdade estão a metê-lo no bolso deles."

"Eles não sabem sinalizar as estradas."

"Eles não têm amor à camisola."

"Eles passam sempre a mesma música."

 

You may not be used to this, but portuguese people is always talking about "them" as if "they" were everywhere, taking all the important decisions that society faces.

And "we" are the small ones, who have to take "their" decisions without saying a word.

Something like:

They're taking bad decisions on the Wall Street and we are the ones who really suffer the consequences.

Or...

They always beat us on european or world football championships.

 

E se por vezes é lógico quem são "eles", muitas são as situações em que damos por nós a ter a certeza que a outra pessoa não sabe bem quem são "eles".

Mas é precisamente por isso que o termo "eles" é utilizado.

Porque é suficientemente abrangente para que, na verdade, se acerte em quem tem realmente a culpa.

Ainda assim, caro leitor, sugiro-lhe uma loucura.

Quando alguém se referir a "eles", lance a pergunta:

"Eles... Mas 'eles' quem?"

Aposto que a resposta será:

"Epá, os gajos que fazem isto."

 

If you're not thinking about talking with portuguese people, you don't have to worry.

However, if you're into contacting with them, please be ready to listen about how evil "they" are.

And all those bad things "they" do.

But please, do not ask a portuguese person "Who are 'they'?"

Because the portuguese will think you think he's stupid, but he isn't.

Even if he votes on José Sócrates, he's not as stupid as that looks.


há tanta coisa gira para fazer neste mundo, mas o Dias optou por escrever isto pois não tinha nenhuma amiga com ele e encontrava-se: um deles? Não.
enquanto o Dias escreveu este artigo, apesar de pequenas, as suas orelhas ouviram isto: White Lies - Farewell to the Fairground


'sussure alguma coisa ao ouvido do Dias:

'se quer saber onde raio anda o tal artigo que ouviu falar, procure aqui:
 
'Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


'apesar de frequentarem blogs muito maus, o Dias sugere-vos estes:
'coisas muito mal escritas, mas bastante recentes

' Sem título.

' E se eu não tivesse tempo...

' O nome "Vigor" pode mesmo...

' O fim das bolachas Maria.

' Se está farto de mulheres...

' Adorar vacas pode, afinal...

' Eles não gostam de nós.

' Não leia isto para bebés.

' Levante o pé.

' Contem-me uma melhor.

' Alto e pára o baile!

' Um casamento garante-te n...

' Já que a Bolsa não dá nad...

' Um dia não me lembrarei d...

' "Olha, queres uma pastilh...

' Uma Sueca em vez de Solit...

' É tudo uma questão de tem...

' Caros Leitores

' Isto desconcentra os deus...

' Vai um copo?

'porque um blog com um arquivo é sempre uma coisa muito gira
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO
'subscrever feeds