Segunda-feira, 23 de Junho de 2008
Pirâmides de dinheiro não interessam.

Egipto, terra de pirâmides, sarcófagos e cenário de muitos filmes de TVI ao domingo à tarde.

É unânime que o Egipto é um país interessante.

Não obstante, tenho a ideia de que no Egipto a vida é capaz de não ter muita qualidade. Excepção feita ao Cairo, a vida é capaz de ser bem difícil, e o calor não deve ajudar nada.

 

Seria então de esperar que, num país com dificuldades financeiras, o governo lutasse arduamente pela criação de riqueza. (Eu sei que, a ver pelo exemplo luso, a última frase pode não ter sentido.)

Atemorizem-se, caros leitores: no Egipto existem leis a proibirem o enriquecimento das populações mais pobres. Ou, pelo menos, das raparigotas egípcias que cativam o interesse dos magnatas do petróleo da Arábia Saudita.

 

(A notícia, como é óbvio, tinha de ter uma hiperligação neste artigo. Onde estará ela?)

 

Se fosse a lei árabe a proibir o casamento entre magnatas árabes e moçoilas egípcias, tudo bem. Agora… A lei egípcia?

Não percebo, a sério. Será que o Egipto quer enriquecer só à custas dos bilhetes para Guizé?

 

Além de que “o amor não escolhe idades”. Quem é que consegue dizer que o casamento entre uma rapariga de 17 anos e um senhor de 92 é meramente interesseiro?

Bolas, que frieza.

Pode haver amor!

Talvez a moçoila queira o bisavô que nunca teve a usar uma aliança com o seu nome. E depois?

Antes uma aliança com o nome do velhote que um anel a dizer “Boss AC”.

 

Esta notícia é a prova cabal de que, afinal, o dinheiro não traz felicidade. Fosse o senhor um pobretanas qualquer e a lei nem era chamada para o caso.

Como é rico, não se pode casar com a mulher que o ama. Ou que, por amar a sua carteira, o faria feliz nestes anos de vida que lhe restam.

 

Eu acho, sinceramente, que o Egipto devia fazer exactamente o contrário: criar uma escola feminina, onde as cirurgias plásticas abundavam e cujo manual de serviço era o kamasutra.

Para, precisamente, recrutar moçoilas a fim de irem buscar o dinheiro dos magnatas árabes.

 

Escola essa cuja reitora poderia ser Nereida Gallardo.


há tanta coisa gira para fazer neste mundo, mas o Dias optou por escrever isto pois não tinha nenhuma amiga com ele e encontrava-se: entediado no comboio.
enquanto o Dias escreveu este artigo, apesar de pequenas, as suas orelhas ouviram isto: Ryan Adams - She Wants to Play Hearts


'sussure alguma coisa ao ouvido do Dias:

'se quer saber onde raio anda o tal artigo que ouviu falar, procure aqui:
 
'Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


'apesar de frequentarem blogs muito maus, o Dias sugere-vos estes:
'coisas muito mal escritas, mas bastante recentes

' Pirâmides de dinheiro não...

'porque um blog com um arquivo é sempre uma coisa muito gira
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO
'subscrever feeds