Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

há Dias assim...

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

há Dias assim...

27
Jun06

Àgua.

delta_unit

Longe vão os tempos em que frequentava as sempre animadas aulas de Filosofia, é certo, mas ainda me lembro que a àgua era um símbolo com dois significados: fonte de vida e, ao mesmo tempo, causa de morte. Desta forma, é complicado pensar em beber àgua...

A verdade é que no domingo passado, um senhor em Estremoz bem que deve ter pensado em todos os significados simbólicos da àgua, pois ao beber aquilo que estava rotulado numa garrafa como sendo "Àgua de Nascente", ficou cheio de dores, tendo sido internado de urgência no Hospital São Francisco Xavier. E este caso leva-nos, uma vez mais, a questionar a Filosofia:

Naquelas aulas aprendi que a àgua era fonte de vida pois é essencial para a sobrevivência de todas as espécies de vida terrestre. No entanto, era também causa de morte pois quem não sabe nadar...

Então, se a àgua é fonte de vida porque nós a bebemos, será que o internamento deste senhor é um sinal de vida saudável? Não me parece...

A verdade é que tudo aponta para que o líquido que se encontrava dentro da garrafa não ser àgua, e aí toda esta teoria vai, no fundo, "por àgua a baixo"...

De tal forma que é necessário analisar o outro ponto da questão: a àgua como causa de morte. Efectivamente, quem não souber nadar terá o caso mal parado! Mas, avaliando as mais recentes notícias de Santa Comba Dão, àgua também pode ser encarada como um símbolo da presença da morte. Pelo menos, se tivermos em conta que o serial killer daquela localidade utilizava a àgua para esconder cadáveres...

Esta é, sem dúvida, a pior forma de aproveitamento dos recursos hidrícos existentes em Portugal. Ainda para mais em tempo de seca, meus amigos! De tal forma que este pormenor devia ser também considerado no julgamento do dito psicopata, não esquecendo no entanto os hediondos crimes que o mesmo cometeu!

É que, a não se verificar este tipo de pormenores, as pessoas vão pensar que podemos fazer à àgua aquilo que bem entendermos! E daqui a uns tempos teremos a Albufeira do Alqueva toda poluída, facto esse vergonhoso, dado que aquilo ainda está a encher!!

(Mas querem ver que... Olha! O Alqueva poluído já é um facto consumado!)

Enfim, caros leitores... Poupem àgua!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2004
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D