Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há Dias assim...

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

há Dias assim...

24
Mai08

A aspirar um mundo.

delta_unit

No mundo do marketing existem vários tipos de abordagem. Existe a abordagem sincera, simpática, simples e honesta. E existe também o inverso, a abordagem de vendedor de aspiradores.

Quantos de nós não se depararam com aquele sorriso de quem é nosso amigo porque está ali a apresentar-nos a inovação no mundo da aspiração?

Aquele sorriso que, na verdade, quer dizer “Epá, compra lá esta porcaria para eu ganhar uns trocos e poder dizer às miúdas da minha terra que sou comercial de vendas!”.

Sim, porque o vendedor de aspiradores diz-se comercial de vendas.

Na verdade, não o é.

Um comercial de vendas, geralmente, não nos aspira o hall de entrada. E isso faz toda a diferença.

O vendedor de aspiradores sabe tudo sobre o mundo da aspiração. E sabe que o nosso aspirador é mau.

Qualquer aspirador que nós tenhamos será pior que aquele que ele tem ali para nos vender.

"Ainda bem que veio, caro vendedor de aspiradores! Estava mesmo a precisar de um aspirador com um mostrador electrónico que avisa quando o saco está cheio!"

Mas com tanta tecnologia de ponta, será que não conseguem inventar um sensor que determina se nós estamos ou não interessados no aspirador?

Se eles, os vendedores de aspiradores, o tivessem, tudo seria mais fácil!

Suponhamos um localizador de pessoas interessadas em aspiradores provenientes do Paraíso. Se os vendedores de aspiradores tivessem um, tudo seria óptimo!

Bastava eles passarem numa rua e ele dir-lhes-ia onde estão os clientes. Facilitava-lhes o trabalho.

Poupava-lhes tempo.

Mas, acima de tudo, eles deixavam de me chatear!

Não me aspirem mais a paciência, pá.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2004
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D