Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

há Dias assim...

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

há Dias assim...

17
Jul08

Será que a Bíblia fala em perdoar gaivotas?

delta_unit

Apesar de muita má língua dizer o contrário, julgo que a vida de sacerdote nunca foi fácil.

Há sempre funerais a fazer, confissões a ouvir, eucaristias para celebrar.

E com o evoluir da sociedade (ou então com o aparecimento da Elsa Raposo) as confissões tornaram-se um acto cada vez mais doloroso para os sacerdotes.

 

A vida sacerdotal não é, de todo, fácil.

Porque as pessoas estão cada vez mais falsas e nem os sacerdotes, com os seus dons, conseguem avaliar bem as pessoas como noutros tempos.

Até Bento XIV já deu crédito ao casal McCann!

 

Depois disto, só falta o Papa santificar Paris Hilton.

O que não seria de todo descabido: os santos geralmente chegam a esse patamar porque durante a sua vida ajudaram os mais necessitados.

E Paris Hilton, bem vistas as coisas, tem feito o mesmo.

 

Mas, dizia eu, a vida de sacerdote não está fácil, e prova cabal disso é que hoje não há muitos jovens a enveredar por essa carreira.

Mas não é só a Humanidade que complica a vida dos sacerdotes.

Não.

A Natureza, obra do Senhor, também decidiu complicar a vida dos presbíteros.

A notícia vem no Daily Mail de hoje e, a meu ver, merece que seja lida.

(E se quiserem seguir os meus conselhos de leitura, carreguem neste azul sublinhado.)

 

As gaivotas andam a atacar os sacerdotes e visitantes da St. Petroc's Church, na cidade de Cornwall, no Reino Unido.

Tudo isto porque as ditas aves decidiram fazer um ninho e procriar nas imediações da dita igreja.

E agora estão apenas a ser super-protectoras relativamente aos seus descendentes.

No fundo, uma bela história de amor, onde o vilão se veste de negro, como em todas as histórias da nossa infância.

A diferença é que o bom da fita, para além de vestir de branco, tem também um proeminente bico.

 

Diz a notícia que os ataques das gaivotas têm sido tão ferozes que os padres decidiram começar a usar capacetes de protecção sempre que entram na igreja.

Longe vão os tempos em que "Gaivotas em terra, tempestade no mar!" era um provérbio certeiro.

Hoje os tempos são outros: "Gaivotas em terra, capacete no lugar!"

O que, bem vistas as coisas, não se devia aplicar só aos sacerdotes de Cornwall: as gaivotas têm a mania de satisfazer as suas necessidades fisiológicas em vôo.

E enquanto nós não ganharmos asas também, seria inteligente protegermo-nos dos bombardeamentos dos ditos seres de duas asas.

 

Parece-me que o verdadeiro problema está na qualidade de vida que Cornwall consegue proporcionar às aves.

Elas adoram aquela cidade!

Mudassem eles o nome da cidade para "Stonewall" e talvez as placas de sinalização da cidade não lhes fossem tão atractivas.

 

P.S.: Sei que muitas aves alimentam-se de cereais, entre os quais o milho. Não obstante, presumo que as gaivotas prefiram peixe. Ainda assim, decidi redigir a observação anterior, na esperança que um qualquer David Attenborough me desminta.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2004
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D