Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há Dias assim...

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

há Dias assim...

27
Ago08

Portugal Guide I

delta_unit

Ao chegar a Portugal, o seu primeiro cuidado deve centrar-se em cumprimentar as pessoas.

Pode parecer simples, eu sei, mas na verdade chega a ser um trabalho puxadito.

É normal que esteja em pulgas para poder desfrutar o Sol português, tão diferente do Sol do resto do Mundo, mas esta parte exige especial concentração: o acto de cumprimentar um português.

 

Yeah, I know, you're coming around and you feel like you should say something to that portuguese with an hairy chest.

Well, you may think that's easy, but in fact... It is not. It's pretty hard!

In your country, that would be something simple. Just approach him and say "Hi!".

But here, in Portugal, things aren't that easy.

And it doesn't have anything about the portuguese smelly arm-pit.

In fact, what you really have to focus is your own words.

The smell... You'll get used to it. Believe me.

 

O cidadão português é delicado, porque leu Fernando Pessoa na infância.

Tantos hipérbatos depois, o português ficou uma autêntica máquina literária, mesmo na mais banal conversa.

Como tal, um simples "Olá!" é considerado infantil. Quase ofensivo.

Segundo consta, o "Olá!" só deve ser usado quando se procura praticar o chamado coito promíscuo, sendo que a seguir ao "Olá" deve surgir o termo "miúda!".

 

The portuguese language is not simple.

And the portuguese people, aware of it, like to turn things a bit more complicated.

"It's the beauty of the words!", they say.

However, it's not about beauty. And to prove it, during your stay, just notice how they say the portuguese word for water, "água".

You should spell it like like it's written, but portuguese people tend to say "áuga".

And, believe me, that's not beautifull.

So, when you want to say "Hello!" to a portuguese buddy, you can't simply say "Hi!".

That's not correct. You really have to say something more...

 

Não consta que o relógio tivesse sido inventado em Portugal, mas na verdade é ele quem determina como devemos cumprimentar os outros.

O que pode até parecer simples: de manhã diz-se "Bom dia!", à tarde diz-se "Boa tarde!" e à noite, o típico "Então pá, já com os copos?"

Mas surge um pormenor, talvez o mais debatido nas ruas portuguesas a seguir à meteorologia dos dias anteriores: quando é que se deixa de dizer "Bom dia!" e se passa a dizer "Boa tarde!"? Quando?

 

We all know that in Portugal there's no security on the streets.

I mean, if the kids can be abducted from our hotel room, what can happen on the streets with our wallets?

Even though, you really have to wear a watch.

Because that's what determines the way you'll say "Hi!" to the portuguese people.

So, by the morning you say "Bom dia!" (Good morning), by the afternoon "Boa tarde!" (Good afternoon!) and by night, simply "Então pá, já com os copos?" (Good night!).

This last one might sound strange for you, 'cause it ends with a question mark.

It has historical issues around it, involving the first portuguese travel to Brazil.

For now you might be thinking: "Oh, that's easy!"

But there are some problems around one thing: What's the turning moment between the portuguese "Good morning!" and "Good afternoon!"?

 

Vários foram os historiadores que se têm debruçado sobre este assunto, entre os quais certamente vigora José Hermano Saraiva, mas o concenso ainda está longe.

A primeira teoria diz-nos que o "Boa tarde!" surge após o almoço.

No entanto, há quem almoce às 15 horas. (E há os modelos, que nunca almoçam.) E, para muitos, é ridículo ainda se dizer "Bom dia!" quando já são 14:30, pois já passou do meio-dia.

E é essa a segunda teoria: o "Bom dia!" perde validade quando se passa do meio-dia.

No meio de tanta confusão, é frequente encontrarmos jornalistas na televisão, em directo, a dizerem "Bom dia, senhor Comandan... Bom dia não, que já são treze horas! Boa tarde! Diga-me, já sabe quais as causas deste acidente?"

 

There are some debates on the streets about this subject, but there's no general agreement.

Some say you should start saying "Boa tarde!" after lunch. But there's an issue: We don't have lunch all at the same time. And there are also the top-models, who don't have lunch.

So, there are also people who argues that we should start saying "Boa tarde!" after 12:00 pm.

My personal advice is: when you don't know if you should say "Bom dia!" or "Boa tarde!", just pick one randomly.

If you're wrong, the portuguese pearson will correct you and smile.

But please, do not say just "Olá!" (The portuguese word for "Hello!"). Never!

That might mean the beggining of the World War III.

And 2008 isn't a good year for it.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2004
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D