Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

há Dias assim...

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

Há dias históricos, banais, marcantes, deprimentes, excelentes, maus, magníficos, secantes, fantásticos, desinteressantes e, quiçá, bons. E depois também há Dias assim... Se gosta de Dias assim, parabéns. Está no blog certo.

há Dias assim...

27
Abr09

Um nome com sentido.

delta_unit

Sempre gostei de aventura.

Pegar na sacola com bolachas, um canivete suíço e uma garrafa de água e partir para o monte, em busca do tesouro perdido.

E em Portugal, acreditem, há muitos tesouros perdidos por esses montes.

Ou são tesouros ou frigoríficos usados.

 

Gostava, sinceramente, de saber quem teve esta ideia pela primeira vez.

A ideia de despejar frigoríficos obsoletos na floresta.

Porque - e não quero aqui ferir sensibilidades - a ideia até pode ter algum fundamento.

Quem nos garante que um javali não gosta de beber a sua água bem fresquinha?

 

E quem diz o javali diz, claro, a mais banal pessoa que decide passear-se pela floresta.

Porque passear na floresta é, sem dúvida, a experiência mais encantadora da nossa vida.

E, quiçá, a última.

 

(Eis a notícia, claro.)

 

Nos estado norte-americano da Carolina um senhor faleceu após, durante um passeio pela floresta, ter encontrado as intituladas Hidden Falls.

E ter caído.

"Epá, ouvi dizer que há umas quedas de água assim bem escondidinhas naquela floresta... Vamos lá dar uma volta?"

 

Sem dúvida, um raciocínio ao nível de Bam Margera.

Não obstante, há também os normais.

Os que não gostam de engessar membros ou, em última instância, os que apreciam a vida.

 

Não percebo, sinceramente, o sentido lunático que estas pessoas têm.

O de se enfiarem num local qualquer que não conhecem e não terem cuidado onde metem os pés.

E eu sei que este raciocínio é de um puro calculista.

Mas eu não acredito, sinceramente, que mesmo nos desportos mais radicais não haja um momento para pensar em segurança.

Só se atira de um avião ou de um precipício quem tem, efectivamente, um pára-quedas.

Só vai à guerra quem tem um bom colete anti-bala.

E só treina o Chelsea quem, de facto, garante uma boa cláusula de rescisão do seu contrato.

 

Mas e as Hidden Falls... De onde raio veio este nome?

Será que a origem deste nome tem o mesmo sentido que aquelas placas de sinalização que encontramos nas nossas estradas a avisarem-nos que nos encontramos em zona de acidentes?

Se sim, então no caso das Hidden Falls a coisa poderá ter sentido.

Já essas placas nas nossas estradas, não percebo a sua localização.

A meu ver, punham-se apenas à entrada do país.

Porque Portugal, no fundo, é um grande acidente.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2004
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D